No Banner to display

Especialista: “Evacuação em avião em VG foi bizarra e absurda”

Piloto Gabriel Toledano disse que a confusão ocorreu após um passageiro entrar em desespero

 

O piloto Gabriel Toledano, formado em ciência aeronáutica no Rio de Janeiro, classificou como “bizarra” e “absurda” a evacuação do voo da Azul Linhas Aéreas no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, no final de novembro.

Toledo é criador do canal Aerocast, com mais de 90 mil seguidores no YouTube, e tem o conteúdo voltado para casos curiosos da aviação.

Na última semana, o piloto comentou o acidente, que ocorreu no dia 25, em que nove passageiros ficaram feridos durante a evacuação do voo AD 2751, em Várzea Grande.

Nesse momento, enquanto a tripulação ainda estava entendendo o que estava acontecendo, vem esse cara e grita, sai correndo e as pessoas vão atrás dele e vira pânico a bordo.

O inicio da confusão ocorreu após o piloto fazer uma decolagem abortada e frear bruscamente, considerado um procedimento padrão para quando ocorre algum problema, segundo o especialista.

A decisão de cancelar a decolagem, de acordo com Toledano, é uma decisão do comandante e foi tomada porque foi identificado uma pane hidráulica na aeronave. No entanto, a evacuação, que ele chamou de “bagunçada”, só ocorreu por causa do passageiro sentado na porta de emergência.

Segundo Gabriel Toledano, essa pessoa se assustou com uma luz vermelha, que indica que os motores estão se movimentando, e ele achou que o avião estava pegando fogo.

“Ele gritou ‘Fogo!’, abriu a porta de emergência e saiu do avião desesperado”, explicou o especialista.

Assim que isso aconteceu, o piloto afirma que gerou um “comportamento de manada”, em que os outros passageiros não sabiam o que estava acontecendo e correram para sair juntos.

Devido ao alarde, os tripulantes saíram enquanto os motores da aeronave ainda funcionavam e foram atingidos pelo sopro. Uma mulher quebrou a perna ao pular da porta direto para o chão, pelo desespero.

“Nesse momento, enquanto a tripulação ainda estava entendendo o que estava acontecendo, vem esse cara e grita, sai correndo e as pessoas vão atrás dele e vira pânico a bordo”, afirmou.

Toledo explicou, ainda, que o desespero fez com que os comissários optassem pela evacuação.

“É um absurdo, o cara se assustou e no desespero saiu. Foi bizarro. […] É a evacuação mais doida que já vi na minha vida”, disse.

O piloto ainda afirmou que a situação poderia ter sido muito mais grave, por isso reforçou a necessidade de respeitar as comissárias e comissários, já que para a evacuação ou abertura da porta de emergência é necessário o comando deles.

“Você tem que obedecer ao profissional que está ali, ele não serve só água e comida para você, ele serve segurança”, alertou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

%d blogueiros gostam disto: