Ex-garçonete e estudante cuiabana vira modelo no Caribe: ‘uma grande conquista’

Yasmin Andrade, de 25 anos, foi para o México fazer um intercâmbio e acabou conseguindo trabalhos nas passarelas.

Estudante e ex-garçonete cuiabana virou modelo no Caribe, no México — Foto: Divulgação

Uma estudante cuiabana de 25 anos teve uma mudança de vida ao se tornar modelo no Caribe. Neta de pescador e filha de cabeleireiros, Yasmin Andrade é estudante de engenharia florestal e conta como tudo mudou após ela fazer um intercâmbio fora do Brasil. O intercâmbio foi na cidade de Guadalajara, no México.

“Eu fiquei seis meses no intercâmbio, de agosto a dezembro. Lá, fui convidada por colegas para fazer fotos por ser negra. Eles diziam que eu podia ser modelo, tirei fotos para salão, como modelo de maquiagem, de penteados e depois para modelos de roupas”, contou .

Estudante cuiabana virou modelo no Caribe — Foto: Divulgação

Estudante cuiabana virou modelo no Caribe — Foto: Divulgação

Em Cuiabá, Yasmin é estudante de engenharia florestal na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Trabalhou como garçonete, fazia trabalhos de freelancer em eventos e animação em festa de crianças. Yasmin contou que está passando as férias em Cuiabá e resolvendo assuntos da universidade para retornar ao Caribe no final de junho e retomar os trabalhos. 

Estudante e ex-garçonete cuiabana virou modelo no Caribe, no México — Foto: Divulgação

Estudante e ex-garçonete cuiabana virou modelo no Caribe, no México — Foto: Divulgação

A jovem conta que lutava contra esse estereótipo do que é considerado belo e que, no México, foi convidada por uma empresa para testar produtos em pele negra. Em seguida, após esses convites começou a pandemia da Covid-19 e parou tudo no país e os trabalhos também.
Vida mudou após intercâmbio no México — Foto: Divulgação

Com esse tempo parada ela fez pesquisa de agência e buscou estudar sobre o setor da moda. A modelo conseguiu fazer alguns comerciais para TV e até mesmo figuração de filmes.

Yasmin aprendeu espanhol e estuda inglês para conseguir ampliar os contatos. Ela também revelou que por se dedicar muito para o setor, abriu uma pequena empresa, com a namorada, voltada ao turismo para brasileiros, em orientar as pessoas que buscam ter experiências nos lugares que viajam.

“A minha pequena empresa é de turismo por onde eu moro [Cancún], focada no público brasileiro. Então se a pessoa quer uma passagem para o México e quer ir para Quintana Roo minha empresa faz o transfer, temos os tours para os atrativos turísticos, hotéis, festas, os melhores restaurantes e claro muita cultura”, contou orgulhosa do novo desafio.

Estudante e ex-garçonete cuiabana virou modelo no Caribe, no México — Foto: Divulgação

Yasmin disse que uma das diferenças que percebeu no trabalho dela no exterior é que lá a identidade de mulher negra e cabelo afro foi supervalorizada e seus trabalhos sempre foram acionados por ser negra, pois o mercado busca esse perfil para desfiles e trabalhos locais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

%d blogueiros gostam disto: